Lipodissolução

A lipodissolução é um método que elimina as gorduras localizadas em pouco tempo, mas foi proibida no Brasil por causa de uma substância que causa malefícios à saúde.

Artigo publicado por Aline Silveira nas categorias: Estética

A lipodissolução é um tratamento estético parecido com a lipoaspiração, mas sem intervenções cirúrgicas. Com a aplicação de algumas injeções nas regiões com gordura localizada durante aproximadamente 6 semanas, e a gordura vai embora. O método é simples e eficaz, de acordo com testemunhos de norte-americanas, que passaram pelo procedimento, já que no Brasil, ele é proibido. Sendo assim, conheça melhor a lipodissolução.

Como Funciona a Lipodissolução

A lipodissolução é realizada com a aplicação de uma injeção contendo a fosfatidilcolina (lipostabil), no tecido subcutâneo, local em que a gordura fica depositada. A agulha utilizada é bastante fina e é aplicada somente nas localidades que contenham gordura, em intervalos de aproximadamente 2 centímetros de distância.

Lipodissolução: Aplicações diretamente na gordura localizada

Lipodissolução: Aplicações diretamente na gordura localizada

Com isso, a membrana da célula de gordura é destruída e a gordura é direcionada para o fígado a fim de ser metabolizada e liberada naturalmente pelo organismo. Por isso, ele é chamado de o “novo botox” por algumas usuárias americanas que conseguiram perder alguns centímetros de circunferência com o método.

As picadas da agulha são praticamente imperceptíveis, e se a pessoa for muito sensível, é aplicado um creme anestésico na região.

Quantas Sessões são Necessárias

O número de sessões depende de cada pessoa, pois cada uma tem uma quantidade de gordura a ser retirada. No entanto, as sessões só podem acontecer em um intervalo de 15 a 21 dias.

Pós-Procedimento

Depois do procedimento, é comum que a área tratada fique avermelhada, inchada e com a sensação de pinicação e de coceira, mas só durante as próximas 24 ou 48 horas. Quando a pele é tocada, pode haver dores incômodas, que passam após alguns dias.

Por isso, é importante que sejam realizadas massagens linfáticas durante os intervalos para que a gordura seja totalmente expulsa pelo organismo.

Proibição no Brasil

Infelizmente, no Brasil, não é possível fazer o procedimento da lipodissolução, pois a fosfatidilcolina foi proibida pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para usos estéticos porque apresentou efeitos colaterais sistêmicos e nos locais de aplicação quando foi testada em porcos.

Lipodissolução - Lipo sem cirurgia

Pesquisadores apresentaram estudos no Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica que diziam que, quando esses animais receberam injeções com o medicamento, sofreram de um processo inflamatório local, que voltava ao normal após 2 ou 3 dias. Contudo, com o passar do tempo, na mesma localidade, começaram a aparecer irregularidades na superfície e leves depressões.

Porém, com mais aplicações, começaram a surgir quadros de prostração, manchas roxas, icterícia, úlceras superficiais e sangramento de mucosas. Com isso, houve até uma morte entre os porcos. Por isso, o produto não foi liberado para a comercialização no país.

Entretanto, essa mesma substância, a fosfatidilcolina, ainda é usada em injeções intravenosas para tratamentos médicos como a prevenção de doenças cardiovasculares, sendo bastante segura nesse tipo de aplicação.

No Peso Ideal






Escolhido Para Você

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.

Descubra o seu peso ideal