Dieta das Proteínas

A dieta da proteína é uma dieta de emergência

Artigo publicado por Aline Silveira nas categorias: Dietas

Se você já tentou todo tipo de dieta mas não obteve sucesso em nenhuma, precisa conhecer a dieta das proteínas divulgada pela Universidade Americana de Havard. Ela foi criada por Geoge L. Blackburn, um expert no assunto obesidade que estudou diversas dietas diferentes para chegar nessa ideia final.

Como funciona?

A dieta de George funciona simplesmente através da ingestão de proteínas que o nosso organismo não produz, mas de que ele precisa para funcionar melhor e corretamente. É tudo muito simples, você ingere mais alimentos com proteínas e emagrece sem riscos e com benefícios. No final do processo você terá perdido peso, melhorado seu metabolismo e sentirá a pele mais firme. 

Dieta da Proteína - Cardápio

Como fazer a dieta das proteínas?

Antes de mais nada, se você pretende seguir a dieta das proteínas por mais de 14 dias, deve tomar um polivitamínico junto para não ter carência de nutrientes. A dieta é dividida em três fases de muita importância e que vamos conhecer mais detalhadamente logo mais a frente. Cada uma dessas fases terá um cardápio diferenciado, mas todos embasados por muita proteína.

Você vai perceber que alguns dos alimentos dessa dieta, são vetados em outras dietas que também são eficientes. Mas então como funciona tudo isso? A maioria das dietas corta algumas proteínas para que o organismo passe a funcionar por Cetose. Isso significa que ele passará a queimar gorduras para obter energia corretamente. De fato, você emagrecerá bastante e rápido, porém é um processo duro, principalmente nos primeiros dias pois o seu organismo vai pedir muito essas proteínas cortadas.

Já nessa dieta das proteínas feita em Harvard, você irá apenas controlar a ingestão das mesmas para que você emagreça sem retirar nada além das gordurinhas em excesso do seu corpo.

Cardápio e fases

Dieta da Proteínas: Cardápio

Fase 1

Café da Manhã
Shake proteico: 1 copo (200 ml) de leite desnatado e 4 col. (sopa) de gelatina zero pronta. Use mixer ou liquidificador para misturar bem o produto + 2 fatias médias de queijo minas frescal light 0% de gordura + 2 fatias de presunto magro

Lanche da Manhã
1 pote (100 g) de iogurte desnatado (adoçante, opcional)

Almoço
1 filé (120 g) de frango grelhado + Salada mista: agrião, alface, espinafre, pepino, rabanete e brotos de feijão e alfafa, à vontade

Lanche da Tarde
Shake proteico: 1 copo (200 ml) de leite desnatado e 4 col. (sopa) de gelatina zero (no sabor de sua preferência). Use mixer ou liquidificador para misturar bem o produto

Jantar
Omelete: 1 gema e 2 claras com 2 xíc. (chá) de brócolis cozidos no vapor

Fase 2

1a Semana 
• Beba 2 shakes proteicos por dia (café da manhã e/ou lanches da manhã ou da tarde)
• No café da manhã, acrescente à opção escolhida 1 porção de fruta de sua preferência: 1 maçã
ou 1 banana-prata ou 1 pera ou 1/3 de papaia ou 1 fatia média de mamão ou 1 fatia média de melão ou 1 laranja ou 5 morangos ou 1 kiwi + 1 fatia de pão integral ou 1 pão francês integral ou 1 fatia de pão sírio pequeno
• No almoço e no jantar, inclua na opção escolhida verduras e legumes à vontade (acelga, abóbora, abobrinha, couve-flor, berinjela, tomate, cenoura)

2ª Semana 
• Beba 2 shakes proteicos por dia (café da manhã e/ou lanches da manhã ou da tarde)
• No lanche da manhã e da tarde, acrescente à opção escolhida 1 porção de fruta de sua preferência.

3ª Semana
• Beba 2 shakes por dia (café da manhã e/ou lanches da manhã ou da tarde)
• No almoço, acrescente à opção escolhida 1 porção de carboidratos (3 colheres de sopa de arroz integral ou 1 pegador de macarrão integral ou 2 fatias de pão integral) ou 1 porção de grãos (3 colheres de sopa de lentilha, ervilha, feijão ou feijão-branco ou grão-de-bico).

Semana 
• Beba 2 shakes proteicos por dia (café da manhã e/ou lanches da manhã ou da tarde)
• No almoço, acrescente à opção escolhida 1 porção de carboidratos/ amido: 2 batatas pequenas assadas ou cozidas ou 1/2 mandioca ou 1 pedaço de mandioquinha ou 2 col. (sopa) de abóbora + 1 porção de frutas: 1 banana-prata ou 1 maçã ou 1 pera ou 1/3 de papaia ou 1 fatia média de mamão ou 1 fatia média de melão ou 1 laranja ou 5 morangos ou 1 kiwi

Semana 
• Beba 2 shakes proteicos por dia (café da manhã e/ou lanches da manhã ou da tarde)
• No café da manhã, acrescente à opção escolhida 1 fatia de mussarela e 1 col. (chá)
de margarina ou manteiga light

Fase 3

Café da Manhã
1 pote (100 g) de iogurte light + 2 col. (sopa) de granola light + 1 fatia de pão integral com 1 fatia de peito de peru e 2 fatias de queijo branco

Lanche da Manhã
3 nozes + 3 damascos + 1 queijinho fundido light

Almoço
Salada mista: 1 prato (sobremesa) de agrião, rúcula, alface e tomate + 1 pires (chá) de brócolis refogados + 4 col. (sopa) de arroz integral + 3 col. (sopa) de feijão + 1 filé (120 g) de peito de frango grelhado + 1 rodela de abacaxi

Lanche da Tarde 
6 amêndoas + 1 caixinha (100 ml) de suco de soja light

Jantar
1 prato (fundo) de sopa de legumes com carne ou frango (100 g) e macarrão integral (opcional) + 1 laranja 

Ceia (Opcional) 
2 fatias de queijo branco com 1 col. (chá) de geleia diet ou sem açúcar  

Fases

Existem três fases dessa dieta como falamos anteriormente. A primeira fase, que é a mais decisiva, pois testará seu organismo, a segunda fase que é uma reeducação alimentar e a terceira fase, a fase de manutenção do peso. Mas vamos entender cada uma delas separadamente?

Dieta da Proteína

FASE 1

Como falamos, é a fase mais decisiva dessa dieta, isso porque é nela que você passará a acostumar seu organismo com um novo cardápio alimentar. Essa fase dura 14 dias e deve ser seguida à risca.

FASE 2

Nessa fase, você estará reeducando seu organismo. Você passou por um processo de restrição alimentar na fase 1 e agora está recolocando alguns alimentos de volta. Você passará a poder comer alguns alimentos de forma gradativa. Isso fará com que você acostume o seu organismo com os novos hábitos e também perca uns quilinhos que ainda restavam. Essa fase dura 5 semanas.

FASE 3

Agora que você emagreceu o que queria, terá apenas que se certificar em manter uma alimentação saudável e sem exageros. Nessa fase, não existe restrição alimentar mas existe restrição na quantidade ingerida.

Quantos quilos posso perder com a dieta das proteínas?

Logo no primeiro dia você poderá perder peso. A média é de 10 kg no primeiro mês o que pode variar de acordo cm a fase que você se encontrará. Quanto tempo você fará a dieta é imprescindível para que tenha resultados satisfatórios.

Essa dieta vai precisar de um tempo longo que pode durar alguns bons meses de reeducação alimentar, pois esse é o princípio da dieta das proteínas. Não adianta você fazer uma dieta que tenha resultados nos primeiros dias, que emagrece mesmo, mas que não ensine você a manter seu novo peso.

Alimentos permitidos

Nesse caso, vai depender da fase em que você se encontra. Você começará com uma dieta restritiva e terminará comendo tudo.

Alimentos proibidos

Se for na fase 1, você só poderá comer proteínas e retirará todos os alimentos com gorduras, frituras, doces e guloseimas do seu cardápio. A partir da fase 2, eles retornam gradativamente.

Considerações finais

O mais importante desse regime é o controle e aceitação. Não adianta ultrapassar as fases sem se sentir confortável para isso. A fase 1, por exemplo, dura 14 dias, portanto é relativamente rápido e fácil, mas muitas vezes nesse período a pessoa não tem se acostumado ainda com o novo cardápio e acaba por não ser eficaz.

Sendo assim, ao passar para a fase 2, limite-se ainda a alguns alimentos que possam fazer você cair em tentação e perder o rumo do seu regime. No geral, você com certeza emagrecerá de um jeito saudável além de manter a boa forma e ajudar bastante a sua saúde.

Para mais informações sobre a dieta das proteínas, assista ao vídeo abaixo:

Experimente Hoje


1 comentário

  1. suellen (03/02/2014)

    posso tomar o shake da herbalife no lugar deste whey protein?? eu acrescento proteína ao shake.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.