Contrave

O Contrave associa 2 medicamentos disponíveis no mercado que promovem o emagrecimento. Porém, ele ainda espera pela aprovação do FDA para poder ser comercializado.

Artigo publicado por Aline Silveira nas categorias: Remédios

Estima-se que no mundo todo, 1,5 bilhões de pessoas sejam obesas, o que se tornou um caso de saúde pública, já que muitas doenças como a hipertensão, o diabetes e o colesterol alto, estão diretamente relacionadas a essa condição. Por isso, os laboratórios correm diariamente em busca de um medicamento que promova a perda de peso sem causar efeitos colaterais adversos. Uma das últimas novidades no ramo de remédios para emagrecer foi o Contrave, que promete diminuir o ponteiro da balança, mas que ainda espera pela aprovação do FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos. Antes que isso aconteça, conheça-o melhor lendo esse artigo.

Contrave Emagrece

O Contrave foi formulado com 2 medicamentos já disponíveis no mercado. O primeiro é a bupropiona, que é usada no tratamento do tabagismo e da depressão. Ela inibe a recaptação da dopamina, neurotransmissor responsável pelo sono, memória, cognição, movimento, humor e emoções.

O segundo é a naltrexona, que é receitada para tratar os viciados em opiáceos como a heroína e a morfina, atuando junto com a morfina como bloqueador ou atenuante dos sintomas subjetivos físicos e mentais ocasionados por essas drogas. Alcoólicos também podem ser tratados com o uso dessa substância.

Contrave Emagrece?

Isoladamente, esses medicamentos emagrecem muito pouco. Porém, quando são ministrados em conjunto, agem regulando as regiões periférica e central do apetite. Com isso, os pacientes passam mais tempo sem vontade de comer, o que gera o emagrecimento.

Quantos quilos posso perder?

A bupropiona, quando foi usada separadamente, teve efeito emagrecedor, pois estimula os neurônios que suprimem o apetite e promove maior gasto de energia corporal. Entretanto, tal efeito não dura muito tempo porque a própria substância que bloqueia a perda de apetite seja produzida pelo organismo.

Contudo, quando é ministrada com a naltrexona, os seus sintomas tornam-se duradouros porque, já que tal substância age sobre os neurônios que cortam a sua ação. Desse modo, a sensação de saciedade fica por mais tempo e o peso, consequentemente, diminui.

Contrave

No entanto, ainda faltam estudos detalhados que comprovem a quantidade de quilos que podem ser perdidos com o uso do Contrave. Por outro lado, sabe-se que poderá ser receitado apenas para aquelas pessoas que apresentam obesidade mórbida com IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 30 ou sobrepeso, com IMC igual ou maior que 27 com doenças associadas a ele como hipertensão, diabetes ou colesterol alto.

Portanto, certamente não poderá ser comercializado sem receita médica, mesmo que seja aprovado pela FDA e pela ANVISA.

Efeitos Colaterais

Durante os estudos, foram notados alguns efeitos colaterais causados pelo uso do Contrave, apesar dos benefícios gerados para as pessoas que sofriam de doenças recorrentes da obesidade, pois ele aumentou os índices de HDL (colesterol bom), diminuiu o LDL (colesterol ruim) e reduziu a glicemia de jejum.

Mas apresentou efeitos colaterais como tonturas, vômitos, dores de cabeça, enjôos e formigamento das extremidades. Tais sintomas podem durar até 3 semanas após o início do tratamento.

Portanto, a melhor forma de ficar de bem com a balança continua sendo através da prática de atividades físicas regulares e da reeducação alimentar.

Contra Indicações

Idosos, gestantes, crianças e lactantes não devem utilizar tal medicamento, mesmo com receita médica.

Aline Silveira

Autora

Aline Silveira dedicou sua vida a pesquisar sobre saúde e bem estar e conquistou seu manequim 36 após lidar com depressão e atingir o manequim 44.



1 comentário

  1. tatiana

    posso comprar mazindal sem receita medica?

Comente!




*Campos obrigatórios